25 novembro 2008



A PAPISA JOANA - DONNA WOOLFOLK CROSS

*****

Sinopse:
A autora reuniu, numa perfeita combinação, aspectos lendários com factos históricos do qual resultou um romance sobre Joana de Ingelheim. Filha de um missionário inglês e de uma mãe saxónica, Joana, nascida a 814, sente-se frustrada pelas limitações impostas à sua vida pelo simples facto de ter nascido com o sexo errado. O seu irmão Mateus começou a ensiná-la a ler e escrever quando Joana contava apenas seis anos. Com a sua morte, Joana recorre a toda a sua astúcia e capacidade de ludibriar de modo a continuar a dar largas à sua paixão pelo saber. Mais tarde, Joana foge de casa para seguir os passos do seu irmão João, a caminho da escola religiosa na Catedral de Dorstadt, onde ela se torna a única presença e estudante feminina tolerada. É quando surge Geraldo, e a vida de Joana muda ao aperceber-se de que o ama. No entanto, o seu amor é-lhe interditado pelas maquiavélicas manobras de Ritschild. Usando as roupas e identidade do irmão, depois deste ter sido chacinado durante um ataque normando, Joana foge e entra para o mosteiro de Fulda, onde ela se passa a denominar, depois de feitos os votos primordiais, João Anglicus. Trilhando o caminho de monge a padre num instante, enquanto apurava o seu conhecimento e técnicas de cura, Joana começa a traçar a sua rota direita a Roma, onde os seus dons lhe abrem caminho para se tornar confidente e físico curador dos dois papas. É nos meandros de várias intrigas políticas no meio eclesiástico que Joana, ela própria, ascende ao posto de pontífice máximo da Igreja Católica. A Papisa Joana resulta numa fabulosa e vívida recriação do período por nós conhecido como a "Idade das Trevas".
Eu adorei este livro!!
Talvez dos melhores em 'romance-histórico' ou 'conspirativo' ou sei lá em que estilo é que se enquadra, mas muito bom!!
É incrível o que faz a diferença de sexos, o que as mulheres tiveram que passar... só por serem mulheres!! Realmente eu não tinha essa noção até ler este livro...
A hipócrisia da igreja... as relações estranhas entre pais e filhos... o amor... como tudo é diferente com o passar dos tempos, quer dizer... algumas coisas continuam na mesma!! Mas enfim... agora pelo menos podemos escolher livremente!!
Um livro que me 'agarrou' do principio ao fim... adorei!! E aconselho!!
Um livro forte, chega a ser violento... mas incrível!!
Bjs... e boas leituras!

7 comentários:

  1. Eu também li e... Adorei!! o que foi surpreendente, pois não sou uma apreciadora de romances histórias! É, sem dúvida, bastante recomendável!

    ResponderEliminar
  2. Adoro romances históricos! Este está na minha lista e para breve certamente!

    Já agora, romances históricos, vem-me logo à cabeça "Os Pilares da Terra" =))) A sério, este livro delirou comigo, que saudades... Aquelas personagens... *suspiro*

    ResponderEliminar
  3. Pedro, esse está na wishlist... pode ser q o Pai Natal se lembre...

    ResponderEliminar
  4. Eu tinha conhecimento que as mulheres tinham a vida muito difícil e atribulada na Idade Média e também tinha conhecimento de um Papa que era mulher, mas achou que isso era um folk tale.. sabe-se lá até que ponto ;)
    Gosto de um romance assim, forte e envolvente e que especialmente mostre a podridão humana ;)
    Grande recomendação Baunny e este tem os atributos todos que eu gosto
    Bjiiiiiinho

    ResponderEliminar
  5. Bom-dia,

    Queria deixar um convite para visitar o blogue chocolateparaalma.blogs.sapo.pt, dedicado aos romances femininos publicados pela ASA.

    ResponderEliminar
  6. ...esta coisa de romances femininos... não me cheira bem... algo discriminatório, digo eu!! Vou lá ver...

    ResponderEliminar
  7. É um livro muito bom e cativante. Já o li há mais de 6 anos e ainda me lembro da Joana, do irmão, do casamento, do amor da papisa, dela no convento... Ficou-me realmente na memória. Excelente livro.
    Abraço

    ResponderEliminar